Obra do Proinveste iniciada em Canindé fará interrupções na irrigação

Etapa da obra que pode ser feita com o canal cheio foi concluída – (Foto Edmilson Cordeiro)

Reiniciada a cobertura e reforma do canal de irrigação C-01, que atravessa a sede municipal de Canindé de São Francisco, 213 km da capital, e é parte da estrutura do Perímetro Irrigado Califórnia, administrado pela Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro). A obra, que começou dia 19 de janeiro, tem prazo de término em 150 dias e prevê suspensão no fornecimento de água para irrigação por dois dias, quinzenalmente, para o serviço de reparação das placas que revestem o canal, sendo que a primeira parada ocorre amanhã (11) e retorna no domingo.

A circulação de água no canal ficará inoperante das 16h de hoje (10), até as 21h30 do domingo (12). Mas a irrigação levada até os lotes agrícolas servidos pelo Perímetro, por contar com a água dos reservatórios nas Estações de Bombeamento (EBs), só será suspensa durante dois dias, nesta vez e nas demais interrupções que ocorrerão até o fim da obra. Por utilizar do mesmo canal para fazer a captação hídrica, tratamento e distribuição de água potável à cidade, a Coordenadoria de Canindé da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) informou que irá proceder com rodízio na distribuição de água residencial, neste fim de semana.

A intervenção, licitada pela Genesis Construções e Empreendimentos Ltda. em R$ 1.554.192,22, dos recursos do Proinveste, vai recuperar a estrutura que reveste todo canal e irá fazer a cobertura em placas de concreto de 1.500, dos 1.700 m do trajeto do curso d’água que transpõe a área urbana de Canindé, dando continuidade ao pleito iniciado em 2014. Será utilizado um total de 6.381 m² de lajes pré-moldadas, que correspondem a 69% do custo da obra.

Engenheiro Civil da Cohidro, Clayton Araújo fiscaliza as obras realizadas pela empresa terceirizada e explica o procedimento que será feito. “Na recuperação do canal, serão retiradas as rachaduras e vazamentos no revestimento de placas de concreto existente e será feita a cobertura em laje pré-moldada, cobrindo toda área do canal que atravessa a cidade. Como a obra é feita por etapas, deverá ser interrompida o bombeamento e passagem da água em todo percurso do canal a cada 15 dias. Ocorre uma agora e no outro fim de semana (24), sem ser o próximo, novamente a água será retirada”, informou.

Paulo Henrique Machado Sobral, diretor de Infraestrutura e Mecanização Agrícola da Cohidro, reitera a importância da cobertura e recuperação do C1, para irrigação e para a população de Canindé. “Concertadas as rachaduras que promovem vazamentos, automaticamente não haverá mais essa perda de água. O mesmo acontecerá a partir da cobertura do canal, que não vai mais sofrer a perda com a evaporação, feita pelo sol forte do Sertão, e nas captações clandestinas. Logo, a oferta aos agricultores irrigantes e Deso, será maior. Isso representa também, para nossa Companhia, economia em eletricidade para o bombeamento da água retirada do Rio São Francisco, já que a quantidade de água necessária às funções do canal será menor, por eliminar bastante o desperdício”, justifica.

Mas, segundo o diretor de Irrigação e Desenvolvimento Agrícola também da Cohidro, João Quintiliano da Fonseca Neto, o benefício da cobertura do canal, é ainda maior. “Quando o Califórnia foi construído, há 30 anos atrás, essa área que percorre o canal era totalmente desabitada. Hoje a cidade cresceu muito e se avizinha às margens do canal em praticamente todo seu trajeto. A poluição urbana e outros desvios feitos, irão se cessar com a cobertura. Melhorando a qualidade da água que vai ser usada na irrigação. Como também nosso maquinário de bombeamento de água para irrigação sofrerá bem menos desgaste, com a ausência muito maior de impurezas”, avalia.

Proinveste

Dos R$ 11 milhões do Proinveste, que o Governo do Estado destinou à Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) para investir na sua subsidiária, a Cohidro, R$ 4 milhões são para a reestruturação do Perímetro Califórnia. Além da obra no C-01, outros cerca de 6km de canais secundários serão reformados, pontilhões reconstruídos, EBs e escritórios reformados. Já concluída a aquisição e em fase de instalação e testes, esses recursos permitiram a compra de 37 novas bombas para ampliar a capacidade da irrigação.

Presidente Felizola (Foto Ascom Seagri)

Presidente da Cohidro, José Carlos Felizola Filho considera as intervenções feitas no Perímetro, uma revolução na qualidade do serviço prestado á população rural do município. “Estamos praticamente reinaugurando o Califórnia. Semana que vem, assinaremos a ordem de serviço para a reforma estrutural dos nossos escritórios e a recuperação do canal de irrigação N1, dando continuidade a reforma dos 1,5 km dos pontos críticos, concluída e viabilizada via com o convênio feito com a Semarh (Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), de R$ 199.000 do Funcep (Fundo Estadual de Recursos Hídricos)”, completou.

Rodízio da Deso
A Coordenadoria de Canindé da Deso informou que irá proceder com rodízio na distribuição de água da seguinte forma:

A Avenida Ananias Fernandes, os bairros: Adelson Gomes, Agrovila, parte alta da Olaria e Trevo, vão ter água no período das 18h do dia 10 até às 18h do dia 11. Já os Bairros: Centro, parte baixa da Olaria e Torre vão ficar sem água nesse mesmo período.

A partir das 18h do sábado (11) os bairros Centro, parte baixa da Olaria e Torre passarão a ter água e os demais bairros passam a ficar sem abastecimento de água das 18h do domingo dia (12). A previsão é que a Cohidro reinicie o bombeamento as 21h30 do domingo (12).

Atualizado em