Agricultores Irrigantes e funcionários da Cohidro aderem a Campanha Solidária de Natal

Produtos in natura dos perímetros irrigados e alimentos não-perecíveis foram entregues a entidades socioassistenciais
Entrega de doações no Oratório de Bebé [Foto: Ana Rute/Cohidro]
Muitas instituições não-governamentais que exercem atividade socioassistencial presencial, como o Oratório de Bebé e a Creche Almir do Picolé, em Aracaju, não pararam de funcionar com a pandemia. As equipes, que atendiam ao público infanto-juvenil com atividades de recreação, reforço escolar e ensino de artes, passaram a fazer o atendimento de forma remota e passaram a contribuir para a coleta de doações para as famílias assistidas, em situação vulnerabilidade social, para que a ausência da refeição feita na instituição não gere insegurança alimentar entre os pequenos. Para contribuir com este trabalho, a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) arrecadou alimentos e, nas duas últimas semanas, realizou entregas nestas entidades.

Paulo Sobral assinala que nos perímetros os produtores rurais atuantes no PAA também têm trazido alento às famílias em situação de insegurança alimentar. Eles são remunerados com recursos federais para produzir alimentos destinados à doação. [Foto: Gabriel Freitas/Cohidro]
Os alimentos in natura foram doados por produtores irrigantes assistidos pela Cohidro nos perímetros estaduais, e pelos concessionários do Platô de Neópolis. Já os alimentos não-perecíveis foram contribuição voluntária dos funcionários da empresa à Campanha Solidária, que fez às coletas na Sala do Trabalhador. O Diretor-presidente da Cohidro, Paulo Sobral, externa ser gratificante esta participação da empresa, organizando e fornecendo a logística para as doações. “A participação bem-vinda dos irrigantes dos perímetros, entendemos como uma retribuição a Sergipe, ao seu povo, pela irrigação e assistência técnica fornecida pelo Governo do Estado, pela companhia, durantes cerca de 33 anos de existência dos perímetros irrigados. O mesmo vale para os servidores”, considera.

Derinaldo Brito, agricultor irrigante do Perímetro Irrigado Jacarecica I, em Itabaiana, doou à Campanha Solidária um saco quiabo da produção do seu lote de 2,3 hectares, onde também planta batata-doce, coentro e outros alimentos, fazendo uso da irrigação e assistência técnica fornecidas pela Cohidro. “A gente sempre dá uma ajuda quando pode e, quando a gente faz, sente uma leveza, uma coisa boa. Ajuda quem precisa e a nós mesmos, ao mesmo tempo”, assinala Derinaldo. Também agricultor do Jacarecica I, Pedro Oliveira doou um saco de batata-doce e afirma que sempre tenta ajudar, quando tem condições. “Tenho o lote há quase 20 anos, e produzo batata-doce, amendoim e pimenta para vender. É sempre bom ajudar as pessoas que precisam, tento fazer isso sempre que dá”, conclui o produtor Pedro.

Entrega de doações no Oratório de Bebé [Foto: Ana Rute/Cohidro]
Responsável pelo Oratório de Bebé, Irmã Marisa Mosena explica que de casa as crianças atendidas pela entidade continuam tendo reforço escolar, lições de flauta, capoeira e balé. “Nosso carinho, nosso abraço e gratidão imensa à Cohidro. Neste momento, nossas crianças estão em casa – ao todo são 65 – mas conseguimos manter as atividades pedagógicas e lúdicas. Frequentemente, as mães chegam aqui para pegar as doações de frutas, verduras e cestas básicas. Realizamos o Natal do Oratório, com ‘presentinhos’, que nós conseguimos preparar, tudo isso com ajuda de voluntários e do bazar de roupas novas e usadas. Esse é um dinheiro que nos ajuda a manter e continuamos fazendo bolos, tortas salgadas, panetone, para continuar dando sustentabilidade ao oratório. Por isso, agradecemos toda forma de ajuda, desejamos um Feliz Natal e um novo ano muito bom de 2021, de esperança e acreditando em tempos melhores”, desejou.

O Oratório de Bebé recebe encomendas dos doces e salgados que fabrica pelos telefones (79) 3214-3268, 99865-1733 ou 99949-4474. Da mesma forma, a Creche Almir do Picolé recolhe e doa alimentos, remédios e disponibiliza os telefones 99120-7002 (WhatsApp) e 3248-1413 para informações de como ajudar. “A doação por si só já nos leva a refletir, a compartilhar com os nossos semelhantes. Todos nós devemos aprender a doar, não só alimento, mas também amor, compaixão, cumplicidade todos os dias, não somente uma vez no ano. A Cohidro é uma empresa que durante todo ano se preocupa com a população mais necessitada do campo e dos perímetros irrigados, levando esperança a todas as comunidades. Nesse período natalino não seria diferente, ainda mais diante de uma pandemia tão alarmante que afetou diretamente os menos favorecidos’, disse Luciene Pinto, assistente administrativa da Cohidro.

Atualizado em