Emdagro e Cohidro firmam cooperação para aperfeiçoar assistência técnica rural nos perímetros irrigados

Expertise no desenvolvimento dos recursos hídricos no campo também será disponibilizada para aprimorar assistência agrícola em todo o estado
Encontros alinharam a programação de atividades da cooperação [foto Fernando Augusto]
Paralelamente ao serviço de distribuição de água a lotes agrícolas, os perímetros irrigados gerenciados pelo Governo de Sergipe realizam o acompanhamento da produção agrícola, orientando, corrigindo e indicando soluções para os problemas encontrados nas lavouras pelos pequenos produtores. A irrigação permite a produção praticamente durante o ano todo e, assim, a assistência técnica rural também precisa ser constante. Por isso, a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe – Cohidro e a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe – Emdagro estão firmando cooperação para a elaboração e execução de um plano de ação para a promoção de ganhos de eficiência à assistência técnica prestada ao agricultor irrigante.

Em reuniões realizadas entre as equipes técnicas das duas empresas públicas vinculadas à secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), foram definidos termos para essa cooperação. Entre eles, está prevista a ampliação do atendimento ao agricultor, incluindo a parte social e econômica, com extensão rural a toda a sua família, por meio por exemplo, do programa Saúde no Campo [capacitação realizada pela Emdagro para agentes multiplicadores das noções e cuidados com os riscos dos agrotóxicos à saúde], que passará a atender também aos perímetros. Outra ação prevista é a ampliação do acompanhamento à Agricultura Orgânica.

Novas reuniões estão programadas para acontecer entre os técnicos agrícolas da Emdagro e Cohidro, além de incursões aos perímetros Irrigados, para diagnosticar como ocorre a interação entre assistência e produtor rural, a fim de avaliar de que forma ela pode ser melhorada. O diretor de Irrigação de Desenvolvimento Agrícola da Cohidro, João Fonseca, explica que a aplicação do plano de trabalho da cooperação segue um cronograma já elaborado. “Nessa semana, ocorrerá uma reunião com os técnicos da sede em Aracaju, que vão coordenar esse projeto. Depois vamos ter uma reunião no perímetro Jacarecica I em Itabaiana, na semana seguinte, com todos os técnicos dos perímetros da Cohidro, para apresentar o trabalho que vai ser feito. Posteriormente, Emdagro e Cohidro vão até Canindé, fazer um diagnóstico do trabalho dos técnicos locais com os produtores irrigantes”, detalhou.

O diretor-presidente da Cohidro, Paulo Sobral, afirma que tem mobilizado as equipes técnicas da empresa para compor, com a equipe da Emdagro, o plano de trabalho para assistência técnica e extensão rural aos lotes irrigados. Segundo ele, a companhia precisa dar esta contrapartida aos agricultores, diante da nova realidade da gestão dos perímetros. “Atualmente, nós temos buscado no produtor um parceiro que seja atuante, que compartilhe com o governo do Estado as responsabilidades com a manutenção e continuidade da irrigação pública. Por isso, temos a obrigação de assisti-los também de maneira coerente, levando orientação técnica eficiente, oferecendo solução para as suas dificuldades ao plantar. A Emdagro, co-irmã da Cohidro, já foi parceira em diversos outros projetos e tenho certeza de que vai cooperar muito nesse nosso compromisso com o agricultor”, considera.

Também o diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural da Emdagro, Esmeraldo Leal, afirma acreditar na possibilidade de ajuda mútua entre os dois entes públicos do estado, cada um conforme a sua expertise técnica. “A ideia é a gente reforçar uma parceria, na qual seja ampliado esse diálogo e a gente disponibilize os nossos técnicos, se for necessário, da mesma forma que a Cohidro, caso precisemos discutir alguma coisa que envolva recursos hídricos no campo. É uma troca de desafios, para que possamos melhorar cada vez mais o atendimento das duas empresas ao público geral da Agricultura no Estado. Já fizemos um calendário, segundo o qual os nossos técnicos (Emdagro) prepararão os técnicos da Cohidro. Depois, estarmos à disposição caso necessitem de apoio técnico ou de um especialista de alguma área específica”, concluiu Esmeraldo.

 

 

Atualizado em