Governo entrega concessões de regularização fundiária a famílias de Lagarto

postado em: Perímetro Irrigado Piauí | 0
Foto: Fernando Augusto/Cohidro
A ação contempla famílias que ocupavam espaços à beira da barragem de forma irregular, e que foram realocadas para um terreno, pertencente à Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro)

O governador Belivaldo Chagas, ao lado da vice-governadora Eliane Aquino, esteve em Lagarto, região centro-sul do estado, nesta sexta-feira (12), para realizar a entrega concessões de regularização fundiária para 15 famílias residentes na Barragem Dionísio de Araújo Machado, em Lagarto.

A ação contempla famílias que ocupavam espaços à beira da barragem de forma irregular, e que foram realocadas para um terreno, pertencente à Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro).

“Uma ação simples, porém de uma importância social muito grande. Essas famílias estavam há mais de três anos sem saberem o que fazer, diante da possibilidade de serem despejadas de suas casas, porque estavam em situação irregular. Foi quando o governo do Estado se sensibilizou, a partir do momento que nos recebemos essas pessoas há mais de um ano no nosso gabinete.  Portanto, nessa área aqui que pertence a Cohidro, margeado a barragem, a gente disponibilizou 15 lotes, de 20 x 30 m², no qual as pessoas vão estar fazendo as suas casas, e vão estar morando com muita tranquilidade, pelo fato de terem seus documentos em mãos. O que a gente fez aqui hoje foi uma regularização fundiária, fazendo com que cada cidadão tenha seu documento, e sabendo que ninguém mais vai incomodar”, disse o governador Belivaldo Chagas.

Para o planejamento do Termo de Concessão de Uso Especial para Fins de Moradia, a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) fez a topografia do terreno, de duas tarefas, e o dividiu em lotes de 20x30m de área.

“Dar titularidade dessa terra para essas pessoas é um motivo de muita alegria. Desta maneira, eles terão a segurança de sua residência e principalmente saber que a maioria são mulheres, que estão com a posse das suas terras. É isso que o governo do Estado quer: trabalhar com qualidade, e fazer com que as pessoas a cada dia mais sejam respeitadas e hoje é um exemplo disso”, salientou a vice-governadora Eliane Aquino.

Na ocasião, o secretário de Estado da Administração, George Trindade, ressaltou o esforço dos setores do governo para a concessão dos lotes. “O simbolismo dessa ação caracteriza o trabalho desenvolvido pelo governador. Fazer a coisa certa e cumprir a palavra. Trâmites legais, tudo publicado. Além disso, não podemos deixar de enaltecer o trabalho da secretaria, desde a gestão anterior. A união e empenho de todos os órgãos, a exemplo da Adema, Cohidro e Seagri, foram fundamentais para o resultado de hoje”, destacou.

Conquista alcançada
Segundo o líder comunitário, Josevaldo Modesto de Souza, com a doação dos lotes, o governo do Estado vai regularizar a situação das famílias, assim como garantir um espaço organizado e estruturado para a área. “Tem moradores que moram há mais de 27 anos, outros 10, 15 anos, mesmo sabendo que a área é irregular. São 15 famílias, beneficiando em torno de 60 pessoas, onde a maior fonte de renda é a pesca. Além disso, aqui sempre foi um ponto turístico, que ficou muito tempo abandonado. Espero que agora, com o apoio do governador Belivaldo, as coisas melhorem. Acredito que essa obra vai favorecer muito a vida das pessoas daqui”, frisou.

O terreno doado pelo governo do Estado pertencente à Cohidro foi concedido com o objetivo de garantir moradia digna às famílias. A ação foi intermediada pelo deputado federal Fábio Reis.

“Uma ação importante, a qual estive acompanhando e lutando de perto junto ao povo de Lagarto. Foram quase três anos e agora me sinto extremamente feliz em ver o resultado positivo deste impasse”, destacou o parlamentar.

O governo também trabalha a possibilidade da retomada das obras de urbanização às margens da Barragem Dionísio de Araújo Machado, com vistas à construção de uma orla no local. “Agora, vamos continuar discutindo, eu e o deputado Fábio Reis, para que ele encontre uma saída em termos de emendas. E o que a gente puder colocar em termos de contrapartida, vamos colocar também para que a gente tenha uma grande área de lazer na localidade”, acrescentou Belivaldo.

Moradores comemoram
O pescador Genival Santos de Oliveira, que vive às margens da barragem com a esposa, ficou satisfeito com a doação do lote. “Com essa regularização dada pelo governo, num terreno onde ninguém vai incomodar a gente, a sensação é de muita alegria. Estou muito feliz! Essa barragem é um lazer para a cidade, muito importante ter essa obra aqui”, comemorou.

Nivalda Maria dos Santos, 34 anos, dona de casa que mora com o esposo. Antes de se casar, o esposo já morava na região há 30 anos. “Aqui é uma maravilha! Um lugar bom de criar nossos filhos. E quando a gente ficou sabendo que ia ter que sair bateu aquele desespero. Mas agora que sabemos para onde ir, tem o alívio de saber que tenho onde morar, com segurança, com meu marido e nossos filhos. Com fé em Deus as coisas a partir de agora vão melhorar”, declarou.

Da mesma maneira vibrou Jocileide Félix Santos Bispo, 53 anos, que mora há 10 anos às margens da barragem Dionísio de Araújo Machado. “Esse título traz muita segurança pra gente, é um alívio mesmo. E com essa obra que vai ser feita pelo governo, vai valorizar a região, trazer ainda mais benefícios pra comunidade. Bom para todos, porque a renda da minha família é por meio da pesca e de algumas costuras que eu faço. Vai ser muito bom”, relatou.

Leia a matéria completa clicando aqui.

Fonte: Agência Sergipe de Notícias

 

Atualizado em