Secretaria de Estado da Agricultura é transmitida à Rosilene Rodrigues

A assistente social e advogada, Rosilene Rodrigues, é a primeira mulher a ocupar o cargo de secretária de estado da Agricultura em Sergipe.

A manhã desta quarta-feira, 14 foi marcada pela transmissão de cargo na Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri). A secretária Maria Rosilene Bezerra Rodrigues recebeu o cargo do agora ex-secretário Esmeraldo Leal, que se desincompatibilizou para disputar cargo eletivo em outubro próximo. O ato aconteceu no auditório da secretaria, como cerimônia interna simbólica de apresentação da nova gestora aos servidores e diretoria das empresas vinculadas Emdagro, Cohidro e Pronese.

O governador Jackson Barreto assinou o decreto de nomeação da nova secretária da Agricultura dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. O próprio governador anunciou a nomeação dia 9 de março em um ato público no município de Itabaiana, quando autorizava investimentos para modernização dos perímetros irrigados. Com esta nomeação, a assistente social e advogada, Rosilene Rodrigues, é a primeira mulher a ocupar o cargo de secretária de estado da Agricultura em Sergipe.

“Esmeraldo Leal conseguiu excelentes resultados à frente desta secretaria. Foi um momento importante de diálogo com todos os setores, em especial com nosso público prioritário que é o agricultor familiar. Portanto, suceder-lhe será o primeiro desafio. Quero agradecer ao governador Jackson Barreto pela confiança de ter aceitado a indicação do meu nome para desenvolver o melhor trabalho possível na Secretaria da Agricultura”, destacou Rosilene.

A secretária da Agricultura enalteceu o trabalho do seu antecessor e demonstrou confiança e disposição para fazer ainda mais. “Meu papel é dar continuidade a um trabalho que está sendo exitoso. Chego com a noção da responsabilidade em assumir uma secretaria que está caminhando muito bem, mas com o compromisso de melhorar ainda mais a vida de nosso público prioritário que são as comunidades mais pobres, os agricultores familiares. Estamos com disposição para dialogar com todos os setores, com a certeza de que podemos fazer uma agricultura diferente da convencional, uma agricultura que seja produtiva, mas que ao mesmo tempo garanta a segurança alimentar e o respeito ao meio ambiente”.

Já Esmeraldo Leal fez questão de agradecer a contribuição dos servidores da Seagri e vinculadas. “Conseguimos, junto com os servidores da Seagri e das empresas Pronese, Emdagro, Cohidro e a confiança dada pelo governador Jackson Barreto, realizar um grande papel. Hoje temos uma secretaria forte, com órgãos importantes para o estado. O que seria, por exemplo, do Projeto Dom Távora sem o engajamento dos servidores da Pronese, da assistência técnica e extensão rural sem o trabalho da Emdagro, ou ainda da manutenção dos perímetros irrigados, perfuração de poços, construção e manutenção de barragens sem a Cohidro. Todos foram importantes e têm o meu reconhecimento e gratidão”.

Sobre Rosilene Rodrigues
Professora, assistente social e advogada, Maria Rosilene Bezerra Rodrigues, ou Rose Rodrigues, como prefere ser chamada, tem experiência com gestão. Já foi secretária da Agricultura no município de Estância, participou da equipe do Orçamento Participativo no primeiro mandato do então prefeito Marcelo Déda em Aracaju, e foi coordenadora estadual do programa de aquisição de alimentos – PAA, na SEIDH. Foi professora substituta do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal de Sergipe. Tem também uma história de militância: em 2005 ingressou na luta dos movimentos sociais, pela Cáritas Diocesana de Propriá, na luta pela reforma agrária e quilombola. Nessa discussão abraça, então, a causa da segurança alimentar e nutricional, quando nesse mesmo ano, assumiu a coordenação do primeiro Programa Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, em área de projeto de assentamentos, acampamentos pelo acesso à terra, quilombola e território indígena sergipano.

Participação
Participaram do ato, além dos servidores da Seagri, o presidente interino da Cohidro, Jorge Kleber Soares Lima, e seus diretores, João Quintiliano da Fonseca Neto – diretor de irrigação, e Paulo Henrique Machado Sobral – diretor de Infraestrutura; a representante da diretoria da Emdagro, Salete Desen; o secretário do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural, Sérgio Santana e o representante do Banco do Nordeste, Volnandi Brito.

 

Fonte: Ascom/Seagri

Atualizado em