Irrigação na Ribeira tem sido estimulada ao uso de sistemas mais econômicos no consumo de água, como a microaspersão – foto Fernando Augusto (Ascom Cohidro)

O programa resulta de contrato firmado entre o governo de Sergipe e o Banco Mundial no valor de US$ 117.125.000,00, sendo US$ 46.850.000,00 a contrapartida do Estado. O Águas de Sergipe tem como finalidade a melhoria da qualidade da água da Bacia Hidrográfica do Rio Sergipe. Somente na primeira etapa do projeto de esgotamento sanitário em Itabaiana, que compõe o programa, já foram investidos R$ 23,5 milhões.

Desse montante, US$ 8 milhões serão destinados à Cohidro para ações de modernização da infraestrutura dos perímetros irrigados e segurança de barragens, atendendo as demandas inseridas no PAS, que se destinam à recuperação ambiental da bacia do Rio Sergipe.

O PAS tem como objetivo fortalecer o marco institucional e de políticas para a gestão integrada dos recursos hídricos e meio ambiente no Estado de Sergipe, além de implementar ações que contribuam para a revitalização da bacia hidrográfica do Rio Sergipe, sob uma perspectiva integrada.

Os investimentos contemplam, por exemplo, a implantação da irrigação localizada – gotejamento e microaspersão – nos perímetros, que é mais moderna, econômica e eficiente. Com os recursos também será possível desenvolver ações voltadas para o controle do uso de agrotóxicos, o fortalecimento institucional da empresa, aquisição de veículos e equipamentos de informática.

Serão atendidos pelo PAS os polos de irrigação da Cohidro que tem suas barragens – que provem a água para a agricultura–abastecidas por afluentes do Rio Sergipe, que são o Perímetro Irrigado Poção da Ribeira, entre os municípios de Itabaiana e Areia Branca, Jacarecica I, também em Itabaiana e Jacarecica II, que abrange o território dos municípios de Malhador, Riachuelo e Areia Branca.