Proinveste: Cohidro vai recuperar canais do perímetro de Canindé

Assinatura

Na manhã da última sexta-feira, 28, a Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) assinou contrato com a empresa Líder Engenharia para dar início a execução das obras de recuperação nos canais secundários de irrigação do Perímetro Irrigado Califórnia, em Canindé de São Francisco. A obra faz parte dos investimentos do Governo do Estado realizados na reestruturação da Empresa Estatal, via recursos do Proinveste, que somam R$ 11 milhões, R$ 4 milhões só para o Califórnia.

Segundo o diretor de Infraestrutura da Cohidro, Paulo Henrique Sobral, o recurso do Proinveste está sendo executado no Perímetro através das obras estruturantes. “A primeira e mais aguardada obra é a que está cobrindo os 1,8 km de extensão do canal principal de irrigação (C-01) e agora estamos assinando a ordem de serviço para darmos continuidade a esse trabalho, recuperando os canais secundários que são de uso comum a todos produtores, pois levam a água para as subestações de pressurização”, pontuou.

O presidente da Cohidro, Mardoqueu Bodano reiterou a importância da obra. “Esta é só uma parte dos benefícios que o Proinveste trouxe para o perímetro de Canindé. Já foram licitadas as reformas das sete estações de bombeamento da Companhia – incluindo a troca de bombas e reposição de peças – além da reforma do escritório do Perímetro Califórnia”, listou o presidente acrescentando que a Companhia fornece irrigação para 252 unidades da agricultura familiar neste Município, possibilitando a produção de uma grande variedade de alimentos em pleno Semiárido Sergipano, desde goiaba, acerola, milho e quiabo, as principais culturas, até a horticultura orgânica.

O engenheiro civil da Cohidro, Clayton Araújo, fiscalizará as obras. Segundo ele, esses canais secundários, depois de abastecidos pelo C-01, fazem o escoamento até as estações de bombeamento (EBs) 05, 06 e 07, que por sua vez redistribuem a água para irrigação através dos outros canais terciários. O que se pretende é alcançar uma melhor qualidade da água que chega aos lotes e também prevenir entupimentos e quebra das bombas. “Essa obra visa evitar o desperdício de água, tornando o sistema mais eficiente, pois serão feitas a limpeza e a recuperação dos canais”, concluiu.

Cleiton
Paulo Sobral
Mardoqueu

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter