Proinveste recupera irrigação pública estadual em Lagarto

postado em: Perímetro Irrigado Piauí | 0
Técnicos em bombeamento recebem o governador Jackson Barreto nas instalações das novas bombas do Piauí – Foto Ascom-Cohidro

Investimentos feitos no Perímetro Irrigado Piauí, administrado pela Cohidro (Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos de Sergipe), repercutem na distribuição de água voltada à produção de alimentos. Os agricultores comemoram as conquistas, acreditando na melhoria do serviço público que recebem. Em Lagarto, nesta sexta-feira (9), o governador Jackson Barreto entregou as oito novas moto-bombas e a recuperação do maquinário e tubulações da Estação de Bombeamento (EB) 02. Ao mesmo tempo que autorizou licitação para continuação das obras, com reformas prediais, recuperação e instalação da descarga de fundo na barragem. Ao todo estão sendo investidos no polo agrícola R$ 916 mil em recursos do Proinveste.

Em operação desde 1987, o Perímetro Piauí nunca contou com um investimento desse porte, que pudesse restabelecer e até melhorar o seu potencial hídrico. Ao conceber à EB-02 novas e modernas bombas, é alcançada tanto a regularização na distribuição de água e quanto mais economia, como reflete o diretor de Infraestrutura e Mecanização Agrícola da Cohidro, Paulo Henrique Machado Sobral. “As bombas são novas e mais potentes, com selo de eficiência em consumo de energia, assim, gastam menos eletricidade e vão precisar ficar menos tempo ligadas para bombear a quantidade de água necessária à irrigação. A reforma feita nas tubulações e partes mecânicas, substituindo peças defeituosas, garante a diminuição dos vazamentos e o risco de paralisação por quebras”, considera.

Agricultor irrigante no Piauí, Raimundo Batista do Nascimento acredita que o investimento público melhora a condição para produzir e fixa as famílias na atividade rural. No caso dele, que tem registro no Ministério da Agricultura para plantar e comercializar couve-flor, repolho, coentro, batata-doce e macaxeira, utilizando métodos orgânicos, a irrigação pública ainda repercute em bem-estar social. “Agora o governo está ajudando a gente, está mandando essas bombas para gente e a gente fica mais alegre, porque na hora que a gente necessita da água, a água já está em nosso lote. Vai melhorar a produção bastante e a garantia de água, isso que é bom porque o Governo está se interessando pelos produtores. Invés de nossos filhos estarem em certos caminhos ruins, estão conosco na roça, colhendo a saúde para o povo”, avalia.

João Quintiliano da Fonseca Neto, diretor de Irrigação e Desenvolvimento Agrícola da Cohidro, diz que a melhoria na distribuição de água vai repercutir na produção. “Se chega mais água, com melhor pressão nos lotes, devido às bombas novas e mais potentes, isso vai possibilitar uma irrigação mais regular, constante e os cultivos irão se desenvolver melhor, aumentando as colheitas. Nesses 421 lotes da agricultura familiar que atendemos, em 2015 foram geradas quase 9 mil toneladas de alimentos. A intenção é de aumentarem esses resultados até o fim do ano, com esse ganho no potencial hídrico do Perímetro”, analisou.

Os produtores, como Juliano dos Santos Oliveira, aguardam ansiosos por mais água nos lotes e reconhecem que haverá esta melhoria na produtividade nas suas plantações irrigadas. “Se isso acontecer vai ser uma melhora boa para nós, para todo mundo vai ser legal. Porque as irrigações estavam devagar, e com essa mudança agora se der certo, vai ajudar muita gente. Tem que melhorar, vai melhorar pelo menos uns 70%”. O agricultor planta repolho, amendoim, maracujá, mandioca em seu meio hectare de terra que recebe irrigação.

Um dos agricultores com maior atividade produtiva é Reginaldo Bispo dos Santos, que planta macaxeira, coentro, couve, alface, maracujá, quiabo e batata-doce em dois hectares irrigados. Ele observa que foi bem ajustada a decisão de melhorar a capacidade do sistema de irrigação do Piauí. “Chegou na hora certa, o que mais está prejudicando a gente aqui hoje é a água, a força da água que está pouca, porque a maioria planta no mesmo período, quando vai molhar é no mesmo horário, aí água sai sem força. Então a melhor coisa que aconteceu foi essa reforma, e as bombas novas que estão chegando. A gente só tem a agradecer ao Governador, hoje nós temos mais chances de colher um produto de qualidade”.

PAA

Água disponível para agricultura em qualquer um dos 365 dias do ano em que não chover, repercute em segurança para plantar e fazer acordos comerciais onde a garantia de colheita é essencial. Esse é o caso do Programa de Aquisição de Alimentos(PAA), gerido pela Conab. 69 agricultores da Associação de Produtores do Perímetro Irrigado Piauí (Appip), propuseram fornecer, a entidades que atendem pessoas em situação de insegurança alimentar, 296 toneladas de alimentos durante um ano. Presidente da entidade, Antônio Cirilo Amorim (Toinho), agradece o apoio do Governo do Estado.

“Com esse avanço das bombas novas no nosso Perímetro e eu tenho certeza de que não vai ficar só nisso, muitas coisas mais virão daqui para frente, porque nós temos um Governador atuante, nós temos um Governador que olha para esse povo humilde, que precisa e está sempre no campo. Ele não vem trazer para nós só uma bomba, mas vem trazer vida para mais de 400 famílias em nossa comunidade. Queremos agradecer o apoio da Cohidro, a quem nos deu toda força para que a gente pudesse continuar com o nosso projeto, com o PAA, que vem beneficiando mais de 6 mil pessoas que precisam de alimentos em sua mesa. Então muito obrigado seu governador do Estado, obrigado por tanta força que nos dar para que a gente possa continuar sendo agricultor, porque nós não podemos fugir dessa realidade”, discursou Toinho, na solenidade do dia 9.

Para o presidente da Cohidro, José Carlos Felizola Soares Filho, o investimento na irrigação pública repercute na economia da região. “Ano passado foram mais de R$ 15 milhões que só foram injetados na economia de Lagarto porque existe o Perímetro Piauí. Do contrário, a taxa produtiva desses lotes agrícolas seria muito menor”. Ele ainda faz um agradecimento especial aos técnicos da própria Empresa, que foram responsáveis pela instalação das novas bombas do Perímetro Piauí. “Me trouxe muito orgulho termos em nossos quadros, pessoas capazes dessa missão e que ainda cumpriram a tarefa dentro do prazo que assumimos com o Governador”, parabenizou.

Proinveste

Foram R$ 11 milhões, oriundos do financiamento que o Estado fez com o Governo Federal, investidos na Cohidro. Segundo o diretor Administrativo e Financeiro da Empresa, Jorge Kleber Soares Lima, a maior parte desses recursos é voltada para a irrigação pública. “R$ 7 milhões são para recuperação dos perímetros. Só no Califórnia (em Canindé de São Francisco) serão R$ 4 milhões para obras, reformas e aquisições de equipamentos, como as novas 37 bombas centrífugas para melhorar o desempenho das seis EBs, máquinas que já foram adquiridas e, como no Piauí, estão sendo instaladas e testadas. Já no Jabiberi (em Tobias Barreto) serão mais R$ 1,4 milhão para pavimentar canais, construir a tomada d’água da barragem e automatizar o sistema de irrigação”, informou.

Na visita que fez à Lagarto, onde no mesmo dia inaugurou a unidade local do Ipesaúde e autorizou à Cohidro perfurar poços e instalar sistemas de abastecimento nos povoados Saco Grande e Piabas, no município, o governador Jackson Barreto mostrou satisfação de cumprir mais um compromisso firmado pelo Estado com a população sergipana. “Hoje fizemos uma ação na cidade e uma ação no campo. Aqui, nós estamos reformando todo o sistema de bombas que serve ao perímetro irrigado. São recursos do Proinveste. Muitas vezes, cobram onde está o dinheiro do Proinveste. Está em várias ações do Estado e está aqui também, fortalecendo o perímetro irrigado. Quem vai ganhar é o povo, quem vai ganhar são as pessoas, os produtores e o povo de Lagarto”, considerou.

A Cohidro é uma empresa pública subsidiária da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca. O titular da pasta, Esmeraldo Leal, disse estar orgulhoso com o desempenho da Companhia ao gerir os investimentos. “Primeiro é um prazer está recebendo o Governador, em uma estação nossa, num perímetro nosso que tem uma importância econômica e social muito grande e ajudou e ajuda a desenvolver Lagarto. É fruto de uma gestão compartilhada, a Cohidro principalmente, cumpre um papel extremamente importante de articular esses projetos que envolve recursos do Proinveste, tem mantido esse cuidado e esse zelo com relação ao Proinveste e outros projetos e todos eles com o objetivo único de fortalecer a qualidade dos perímetros”, finalizou.

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter