Projeto do Ceasa de Canindé é apresentado à SEAGRI

postado em: Cohidro, Infraestrutura Hídrica | 0
Foto: Ascom/Seagri

Começa a sair do papel a construção da Central de Abastecimento do Município de Canindé do São Francisco, o “Ceasa de Canindé” como está sendo popularmente chamado. Um prospecto do projeto arquitetônico e detalhes dos trabalhos iniciais foram apresentados pelo secretário municipal da Agricultura, Rildo Joaquim, e pelo empresário Raimundo Filho, ao secretário de Estado da Agricultura Esmeraldo Leal. A obra está sendo construído pela iniciativa privada e conta com a parceria do Governo Estadual que já disponibilizou uma área da Cohidro para a concretização do empreendimento que promete potencializar ainda mais a agricultura e o comércio hortifrúti na região.

O secretário da Agricultura de Canindé, e idealizador do projeto, disse que a estimativa para os investimentos iniciais é de R$ 3,5 milhões. Ele detalhou que o Ceasa de Canindé será construído às margens da rodovia SE 230, na saída do centro da cidade, lado esquerdo em direção a Paulo Afonso, numa área de 20 mil metros quadrados. O projeto contempla a construção de 164 boxes de 3×5 metros para os comerciantes de frutas, verduras e legumes, mais outras 10 lojas onde serão comercializados produtos como laticínios, carnes e cereais. Terá também lanchonetes e churrascarias para os comerciantes e compradores a qualquer hora do dia.

“Esse Ceasa representa um desenvolvimento muito grande para a Cidade de Canindé. Nossa expectativa é gerar 400 empregos diretos e desenvolver, regular e dinamizar o comércio de frutas, hortaliças e legumes da região. Estamos correndo atrás desse sonho que agora está prestes a se tornar uma realidade para gerar muitos empregos e dar uma melhor condição aos comerciantes, estimular os produtores a diversificar o plantio com outras culturas”, argumentou Rildo.

Ele finalizou dizendo que foi fundamental a contrapartida imediata do governo permitindo a cessão de uso do terreno da Cohidro de 20 mil metros. A área foi cedida por meio contrato de comodato por 10 anos, podendo ser renovado por mais 10 somente com a finalidade de funcionamento da Central de Abastecimento.

O secretário de estado da Agricultura disse que a Central de Comercialização tem todas as condições para dar certo e ser um grande empreendimento. “O município tem dois grandes perímetros irrigados – Califórnia e Jacaré Curituba, com potencial produtivo grande e que, inclusive, já fornece para grande mercados de nosso estado e da Bahia. “Acredito muito nesse projeto e o Estado já deu uma importante contribuição inicial cedendo o terreno. Parabenizo os empresários que estão apoiando esta iniciativa e, na medida das condições que temos, iremos continuar mantendo e fortalecendo a parceria para que este projeto torne-se realidade”, manifestou Esmeraldo.

Passo seguinte
O empresário Raimundo Filho, que participou da explanação do projeto e disse ser um dos investidores, explicou o andamento das providências: “o projeto arquitetônico já está pronto e o orçamentário em andamento. Estamos agora buscando a licença ambiental. Tudo está sendo feito rigorosamente dentro da legislação ambiental e com inovações importantes, a exemplo do reaproveitamento da água do sistema de esgoto sanitário nas áreas verdes que tem ao redor do Ceasa, com certeza iremos conseguir. É um projeto de esgotamento sanitário muito bom”, concluiu.

Fonte: Ascom/Seagri

Foto: Ascom/Seagri
Foto: Ascom/Seagri
Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter