Cohidro completa sistemas de abastecimento em Salgado e mais 7 municípios

Sistema do Chã do Cabral conta com reservatório que atenda a população de 47 famílias – Foto Fernando Augusto (Ascom-Cohidro)

O ‘Água para Todos’, implantando pelo Ministério da Integração Nacional em convênio com os governos dos estados, em Sergipe é executado pela Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro). Do final do ano passado para cá, foram concluídos 21 sistemas simplificados de abastecimento de água pelo Programa, atendendo 3.668 pessoas em oito municípios sergipanos. Em Salgado, 54 km de Aracaju, há duas unidades em funcionamento nos povoados Chã do Cabral e Quebradas III, onde 70 famílias receberam o benefício.

Felizola na entrega do Caraíbas – Foto Fernando Augusto (Ascom-Cohidro)

Segundo o diretor-presidente da Cohidro, José Carlos Felizola, agora estão sendo finalizados outros 10 poços para entrega às comunidades. “Falta pouco para concluirmos a primeira etapa do programa e serem concluídos os 40 poços encomendados pelo Programa. Tão logo cheguemos nessa conquista, vamos para a segunda etapa, onde está planejado a perfuração de poços e instalação de sistemas de bombeamento, tubulações, armazenamento e abastecimento para outras 67 unidades, completando 107 ao total”, informou.

No Chã do Cabral, que fica em área de planície anexa ao Povoado Cabral e ao sul da sede municipal de Salgado, o sistema é composto de um poço perfurado em um nível mais baixo e distante cerca de 2km de onde foi construído o reservatório, instalado ao centro do vilarejo. A água é bombeada todo dia, até subir à parte alta e completar a caixa d´água. Edmilton Alves dos Santos, morador em frente do ponto de distribuição, aproveitou e fez uma canalização, da água que sai para o chafariz, até sua casa. “Foi uma graça de Deus que teve essa (obra) daí. Ao menos, temos essa fonte de água agora. Antes a gente andava quilômetros para chegar em riachos da região. Quem tinha carro ou carroça, ia melhor, mas quem ia a pé, carregava a água no lombo”, recorda.

São 2.237 litros de água por hora a vazão disponível no poço de 130 metros do Chã, e que atende 103 pessoas cadastradas durante o levantamento socioeconômico que elegeu a comunidade como carente de um sistema de abastecimento. Paulo Henrique Machado Sobral, diretor de Infraestrutura Hídrica e Mecanização Agrícola da Cohidro, explica que o programa federal atende às duas principais demandas para o fornecimento nessas comunidades rurais, mas ele completa dizendo que está sendo possível incrementar alguns projetos, aumentando o grau de acessibilidade ao benefício ofertado pelo Governo do Estado, via ‘Água para Todos’.

“Os recursos e projetos são para a perfuração de um poço que atenda tanto a vazão, proporcional à demanda consumida por aquele número de habitantes, e a potabilidade da água. Obra que é complementada pela instalação de um ou mais reservatórios (dependendo também do número de habitantes) e dos pontos de abastecimento, incluindo as tubulações interligando essas duas benfeitorias. Mas há casos de comunidades onde já existiam sistemas de distribuição de água inoperantes; ou então moradores e prefeituras espontaneamente dispostos a investir nesse benefício há mais. Nesses casos, sempre nos propomos a adequar nosso sistema à necessidade destas melhorias”, expôs Paulo Sobral.

No Quebradas III, ao leste da sede municipal e próximo à rodovia SE-270, o novo poço de 130 metros e reservatório do ‘Água para Todos’ foi integrado, pela Cohidro, a uma rede de distribuição de água já instalada nas casas. Com isso, todo sistema ficou com uma vazão de 2.631 litros por hora, equivalente à demanda para atender as 165 pessoas lá cadastradas como moradoras.

Outros municípios
Em Itaporanga D’Ajuda já operam, fornecendo água para a população, os sistemas ‘Águas para Todos’ entregues pelo governador Jackson Barreto em dezembro de 2016, nos povoados Colônia do Sapé e Minante, com rede de distribuição nas casas e no Assentamento Dorcelina Folador, com dois chafarizes. Mais recentemente ficou pronto o sistema que atende, com um chafariz, o povoado Rio Fundo-Riachinho.

Também no final de 2016, em Japaratuba o governador entregou os sistemas dos povoados Curral dos Bois, Encruzilhada, com rede de distribuição e Araticum com seis chafarizes. Mas em setembro, o diretor-presidente Felizola já tinha entregado o sistema do Assentamento Caraíbas, o primeiro do programa e que atende quase 500 pessoas com rede de distribuição de água nas casas, inclusive para irrigação de pequenas hortas.

Redes de distribuição interligadas aos sistemas do ‘Água para Todos’ agora instalados, levam água às casas dos povoados Bom Viver, Cambuí, Mangabeiras, Bonfim e no Assentamento Cleonice Alves, em Santa Luzia do Itanhy. No município de São Francisco, Povoado Rocinha, além do encanamento residencial, há um ponto de abastecimento à carros-pipa no reservatório instalado pela Cohidro.

Chafarizes, dos sistemas instalados pela Cohidro, estão fornecendo água para os assentados dos projetos 27 de Outubro, 5 de Janeiro e no Povoado Sítios Novos, em Indiaroba. O mesmo no Povoado Currais, em Japoatã; no Camboatá, em São Cristóvão e em Flor do Mucuri, município de Divina Pastora.

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter