Jackson leva água potável a mais de 2.700 pessoas e autoriza novos poços em Poço Verde

postado em: Cohidro, Perfuração de Poços | 0
Foto:Jorge Henrique/ASN

O governador Jackson Barreto fez uma maratona de inaugurações em Poço Verde, no Centro-Sul sergipano, nesta quarta-feira, 19, onde visitou sete comunidades durante todo o dia. Os moradores dos povoados Cova da Índia, Recanto, Ponta da Serra, Lages, Cachorro Morto e Cacimba Nova, passarão a contar com acesso à água potável, a partir da entrega de sistemas de dessalinização que irão beneficiar mais de 2.700 pessoas de 541 famílias. Já no período da tarde, o governador autorizou a implantação do Projeto Dom Távora no Assentamento Santa Maria das Lages, um investimento de R$ 263.796, 00. Jackson ainda sinalizou a perfuração de mais dois poços, que contemplarão os povoados de São José e Tabuleirinho.

Jackson destacou o quanto as ações refletem o compromisso do Governo em cuidar das pessoas. “Acho que o maior investimento que está sendo feito aqui é pela vida. Água é vida e como Deus disse, vida em abundância. Não pode haver vida em abundância sem água. Ela não tem preço e não tem cifra. Trazer água doce, dessalinizada, de qualidade, para esses seis povoados em Poço Verde faz parte do nosso compromisso com aqueles que mais precisam. Sabemos que nessa região a água que a natureza produz não é de qualidade, por isso, estamos fazendo aqui um investimento de quase R$ 1 milhão para levar dessalinizadores para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Estou muito satisfeito, pois são obras simples, assim como o povo, e que vão atender às carências de nossa gente”.

No povoado Cova da Índia, o primeiro a ser visitado nesta quarta, o governador comentou da alegria ao promover iniciativas que mudam a realidade da população. “Uma senhora, talvez uma das mais conhecidas aqui, acaba de me dizer que a água que está recebendo é boa e de qualidade. Ela disse que o governador veio naquela comunidade tão pequena, simples e de gente muito boa. E quero dizer que o governador tem a obrigação de estar onde o povo está, assim como fazer obras pequenas e grandes. O que importa é fazer obras que atendam às necessidades do povo. Melhor que qualquer coisa é ver a alegria estampada no rosto da população, ver água de qualidade para sobrevivência das pessoas, essa é a grandeza e importância de obras como esta, que cuidam diretamente da nossa gente”.

A ação faz parte do Programa Água Doce e contou com um investimento de R$ 810 mil. Em cada sistema são, em média, R$ 135 mil investidos. O recurso é oriundo do Programa Água Doce (PAD) e a iniciativa, coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), objetiva levar água de qualidade à região do Semiárido.

Sergipe receberá 33 sistemas de dessalinização por meio do Programa Água Doce. São 25 sistemas que disponibilizarão água potável numa primeira etapa, e oito na segunda. Ao todo, serão 75 comunidades beneficiadas em 14 municípios, e o investimento total é da ordem de R$ 6.652.305,90. O número estimado de famílias beneficiadas é de 2.757.

No estado, o primeiro município a ter um sistema de dessalinização instalado foi Poço Redondo, na comunidade remanescente quilombola Serra da Guia. Também já foi entregue um sistema em Aningas, em Nossa Senhora da Glória e quatro dessalinizadores em Carira, nos povoados Bezerra, Três Tanques, Lagoa dos Porcos e Macaco. O investimento nesse último município foi de aproximadamente R$ 520 mil.

O Programa Água Doce é uma ação do Governo Federal, coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente, por meio da Secretaria de Recursos Hídricos, em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil. O Água Doce assumiu a meta de implantar 1.200 sistemas de dessalinização, com investimentos de R$ 240 milhões beneficiando, aproximadamente, 500 mil pessoas.

Novos Poços
Segundo o secretário de Estado de Governo, Benedito Figueiredo, que é cidadão poço-verdense, a perfuração dos dois novos poços que garantirão o abastecimento de água dos povoados Tabuleirinho e São José já foram autorizados pelo governador, em uma ação conjunta da Deso e Cohidro. “Os povoados já estavam há muito tempo sofrendo com a falta de água. O Tabuleirinho, por exemplo, não estava recebendo água nem de Simão Dias, nem de Poço Verde. Então, o governador autorizou e nós vamos furar os dois poços. Essa é a promessa que Jackson fez e eu vou me empenhar para isso acontecer”, enfatizou.

De acordo com o delegado de Agricultura e ex-prefeito do município, Everaldo Oliveira, os dois poços serão uma solução emancipadora para o problema da seca. “São poços que serão perfurados lá na região da água doce, que não precisa dessalinizar. Além disso, o sistema de tubulação, de adutora para chegar nesses povoados já existe, só precisa do reforço desses dois poços. É um reforço, uma solução emancipadora, porque existe uma adutora há mais de 20 anos que passa por esses povoados, o que não tem é água”, explicou.

Fonte: Agência Sergipe de Notícias

Leia a matéria completa clicando aqui

Nota Ascom/Cohidro
A cooperação da Cohidro está sendo decisiva ao programa Água Doce em Sergipe, disponibilizando suas equipes da Geperf (Gerência de Perfuração) e Dipoços (Diretoria de Instalação e Manutenção de Poços), para a recuperação de poços e instalação da infraestrutura necessária para esses sistemas de abastecimento gerarem água dessalinizada para as populações atendidas.

Em todo Estado, a Cohidro atua com equipes para locar poços, perfurar, fazer testes de vazão e instalar infraestrutura de captação de água. Quando isso ocorre em parceria com a Deso, a co-irmã realiza as obras e operações de tratamento, armazenamento e distribuição de água portável nas casas da população.

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter