Cruz dos Palmares tem sistema de abastecimento de água instalado pela Cohidro

Foto Ascom Cohidro

Ao todo, o programa já atendeu 6.339 pessoas no estado e agora o Governo de Sergipe parte para a segunda etapa, com mais 67 sistemas.

Mais uma das 37 comunidades assistidas pela Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro), através do ‘Água para Todos’, é o Povoado Cruz dos Palmares, em Riachão do Dantas. As cerca de 100 pessoas que moram nesta povoação em uma área remota do estado 134 km distante de Aracaju e 44 km da sede municipal, agora dispõem de um poço perfurado pela empresa que mantém sete chafarizes para fornecer água de qualidade para o consumo humano.

Josefa Santos de Andrade, agricultora que mora no Cruz dos Palmares há 20 anos, conta sobre a dificuldade que foi criar os nove filhos na localidade que não dispunha de água potável antes de chegar o sistema instalado pela Cohidro. “Tem um tanque aqui atrás dessa fazenda e um olho d’água pra cá. Essa daqui é barrenta e a outra, como é de olho d’água, era melhor, mas também era cheia de caramujo”, pondera. Há casos em que a presença dos moluscos do tipo aquático, também transmissor da esquistossomose, indica que aquela água esteja contaminada com esgoto.

No povoado, segundo o diretor de Infraestrutura e Mecanização Agrícola da Cohidro, Paulo Henrique Machado Sobral, a empresa perfurou um poço com 70 metros de profundidade e que dispõe de 2.393 litros por hora de vazão. Nele foi instalada uma bomba para levar a água ao reservatório que, por sua vez, redistribui em uma rede de mais de 2 km de extensão e sete chafarizes. “Em todos estes 37 poços do programa fizemos testes para identificar a potabilidade e ainda instalamos cloradores”, pontuou.

Segundo o diretor-presidente da Cohidro, Carlos Fernandes de Melo Neto, a primeira fase do programa em Sergipe foi bem sucedida. “O Ministério da Integração Nacional, fonte de recursos do ‘Água para Todos’, aprovou a execução da primeira fase do programa feita pela nossa empresa, onde os R$ 5.680.000 investidos promoveram o fornecimento de água potável para 6.339 pessoas na zona rural, onde as adutoras da Deso e SAAEs não conseguem chegar. Por isso, o órgão federal já garantiu recursos para a segunda fase, em que estamos fazendo o planejamento, onde serão mais 67 localidades como essas a serem atendidas”, anunciou.

Sobre a potabilidade e eficiência do serviço oferecido pelo sistema de abastecimento no Cruz dos Palmares, Dona Josefa garante que “a qualidade está boa e está chegando todos os dias sim”, informa. Ela mora ao lado do reservatório da comunidade, onde anexo existe um chafariz para que ela e os vizinhos façam a captação e levem para casa. “Uso mais para beber mesmo e cozinhar”, completa a agricultora.