Empresa Júnior da UFS faz pesquisa com agricultores atendidos pela Cohidro em Canindé

Fotos: Andrea Santtos (Califórnia/Cohidro)

Hoje (6), que foi o dia em que semanalmente ocorre a Feira da Agricultura Familiar de Canindé de São Francisco, no Perímetro Irrigado Califórnia, houve a visita de um grupo de estudantes e professor do curso de Administração da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Eles fazem parte da Empresa Júnior de Administração (EJAUFS Consultoria).

Formada só por produtores irrigantes atendidos pela Cohidro em Canindé de São Francisco, esta é a quarta das Feiras da Agricultura Familiar (FAF) da Secretaria de Estado da Mulher, da Inclusão e da Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh) que recebe o trabalho de pesquisa da EJAUFS Consultoria. Eles querem avaliar o impacto socioeconômico do projeto do Governo de Sergipe na vida dessas pessoas.

O professor Doutor em Administração Jefferson Sales juntamente com os alunos Adrielly Santos, Augusto Machado, Marina Mendonça e João Victor Alves, conseguiram entender sobre a realidade dos agricultores beneficiados pelo Califórnia, realizando uma série de entrevistas com os 13 produtores participantes da FAF e ainda a gerente do perímetro Eliane de Moura Morais, visando entender melhor como a Cohidro tem auxiliado a Seidh a fazer com que a feira funcione.

Intitulada “Avaliação do desempenho do programa Feira da Agricultura Familiar através de análise dinâmica de dados”, a pesquisa que está sendo realizada tem como um dos resultados propostos, a criação de um site para exposição dos dados coletados para a comunidade, assim que a pesquisa chegar ao fim.

A Secretaria de Estado da Inclusão realiza simultaneamente 24 feiras em 19 municípios sergipanos. Enquanto a Cohidro organiza o produtor para que ele produza a todo tempo e com qualidade, a Seidh fornece barraca, a balança eletrônica, aventais personalizados e as caixas de transporte dos hortifrútis.

A feira de Canindé é toda quarta-feira, das 6h Às 14h, anexo ao escritório da Cohidro e à beira da SE-230, no trevo de acesso a Paulo Afonso-BA. Além dos produtos recém-colhidos no perímetro irrigado, há sempre um completo café da manhã com comidas típicas aos visitantes.