Povoado Piabas tem abastecimento de água residencial implantado pela Cohidro

Dona Creusa Natália diz que a água é de boa qualidade, para todo uso da casa – foto Fernando Augusto (Ascom-Cohidro)

Sistema de abastecimento residencial em funcionamento no Povoado Piabas, em Lagarto, é um dos 40 instalados pela Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) em 2017. Lá, são 42 famílias que dependem dessa água fornecida diariamente para todas as funções da casa. Rede provida a partir da captação em poço, também perfurado pela empresa, na obra foram investidos R$ 100.000, como parte dos R$ 2 milhões obtidos em convênio com a Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão, Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh).

Além do Piabas, em Lagarto (75 km de Aracaju) também foram assistidas as 95 famílias residentes no Povoado Saco da Tapera, que recebeu sistema de abastecimento idêntico no mesmo convênio. Em Simão Dias (há 10 km da capital) um sistema no Povoado Sítio Alto e outro no Assentamento Maria Bonita completam os 1.605 habitantes atendidos nos dois municípios, investimento total de R$ 402.084,10.

As benfeitorias, todas abastecidas pela água subterrânea dos poços da Cohidro, levam a infraestrutura hídrica às localidades que são tanto distantes das redes convencionais de distribuição, como também têm população reduzida, tornando técnica e economicamente inviável a construção de um acesso para as adutoras de grande vazão de água. “Tal demanda, torna indispensável a atuação da nossa empresa. Sem esta intervenção do Governo do Estado, o acesso à água nessas localidades continuaria sendo precário e demandando esforço por parte dos moradores, em ir buscar a água percorrendo grandes distâncias”, avaliou o presidente da Cohidro, José Carlos Felizola.

Creusa Natália Maria dos Santos, dona de casa que mora há 30 anos no Piabas, sabe bem da dificuldade que ela e os outros 210 habitantes na localidade enfrentavam antes do sistema de abastecimento. “A água antes aqui era de tanque, mais barro do que água e muito distante. Representou uma beleza pra gente, para comunidade toda, porque aqui a gente vivia sem água, pagando carrocinha de água de R$ 10”. Indagada quanto à qualidade da água, ela é objetiva ao responder. “Água boa, dá pra usar pra tudo, até para beber, e dá para usar na casa, não falta. Estou muito feliz por essa riqueza que Deus mandou”, agradece a moradora.

Paulo Henrique Machado Sobral, diretor de Infraestrutura Hídrica e Mecanização Agrícola da Companhia, lista as atividades realizadas no Povoado Piabas e os materiais demandados para a implantação do sistema de abastecimento de água. “Fizemos a instalação do poço, colocando bomba e quadro elétricos, para elevar a água a um reservatório de 10.000 litros. O reservatório ficou instalado em base elevada de concreto armado, com 6m de altura, que construímos. No percurso percorrido pela água para subir até o reservatório e depois descendo, para passar na porta das casas, foram 1.126 metros em tubulações para formar a rede de água. Isso fora os tubos usados nas ligações domiciliares”, enumerou.

Convênio Seidh
Ainda Segundo o presidente Felizola, o convênio com a Seidh gerou muitos benefícios à população rural do estado, contribuindo com o trabalho de várias linhas de atuação da empresa. “Dos R$ 2 milhões em recursos da Seidh, oriundos do Funcep (Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza), o que não foi utilizado nos quatro sistemas de abastecimento, uma parte foi destinado à aquisição dos materiais utilizados na perfuração, tais como bentonita (fluído de perfuração), revestimento, filtro e pré-filtro, suficientes para 20 novos poços. Mas aonde mais direcionamos as verbas, foi na recuperação de 12 barragens de médio porte em todo estado. Obras que limparam e prepararam estes tanques escavados para que, no período de chuvas, acumulassem o máximo de água e na seca dessem um período prolongado de resistência ao sertanejo, principalmente ao pequeno criador de gado”.

 

Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter